• G5 Solar

Bandeiras tarifárias: O que são e como funcionam?



Você já parou para reparar a razão pela qual os valores na conta de luz variam tanto? Claro que existem oscilações na maneira como consumimos energia, mas, mesmo assim, há vezes em que as alterações são imensas.


Isso ocorre em função das bandeiras tarifárias que, por sua vez, compõem um sistema responsável por sinalizar o custo da energia, conforme as condições para sua geração.


Vamos entender mais a fundo como esse sistema funciona. Acompanhe!


Bandeiras tarifárias, o que são?


O sistema proposto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) passou a valer em 2015 para todo o Sistema Interligado Nacional (SIN), composto por subsistemas, divididos por região:


· Sudeste/Centro-Oeste (SE/CO): regiões Sudeste, Centro-Oeste, Acre e Rondônia

· Sul (S): região Sul

· Nordeste (NE): região Nordeste, com exceção do Maranhão

· Norte (N): Pará, Tocantins e Maranhão


Como elas funcionam?


As bandeiras são classificadas em três cores diferentes: verde, amarela e vermelha, deste modo temos:


· Bandeira Verde: boas condições para a geração de energia e não há nenhum acréscimo na conta de luz;

· Bandeira Amarela: condições para geração da energia menos favoráveis e a tarifa sofre acréscimo de R$ 1,35 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido;


· Bandeira Vermelha


Patamar 1: custos mais altos e a tarifa sofre acréscimo de R$ 4,17 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido;


Patamar 2: apresenta o maior custo para geração da energia. A tarifa sofre acréscimo de R$ 6,25 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido.


No entanto, como sabemos, a situação energética atual do país não está favorável devido ao período de secas. Justamente por isso, uma nova bandeira chamada “escassez hídrica” foi anunciada pela Aneel no dia 31 de agosto deste ano (2021), no valor de R$ 14,20 pelo consumo de 100 kWh, com vigência a partir de 1º de setembro de 2021 a 30 de abril de 2022.


Energia Solar e as bandeiras tarifárias


A conta de energia dos brasileiros está cada vez mais cara, sendo assim, encontrar formas de contornar essa situação é mais que necessário. E caso você se questione se existe alguma solução, a resposta é sim!


Ao escolher gerar Energia Solar, você deixa de se preocupar com o sistema de bandeiras tarifárias na conta de energia e não fica suscetível a outros problemas, como racionamentos. Isso porque, a partir do sistema fotovoltaico, você produz e consome a sua própria energia de forma 100% limpa.


Então, o que você acha de investir nessa tecnologia tão promissora? O Grupo G5 possui empresas parceiras que são especialistas no setor fotovoltaico e estão prontas para oferecer a você o melhor dessa fonte de energia. Entre em contato e saiba mais!

24 visualizações0 comentário